Home

É incrível como valores são diferentes para cada um. Somos bilhões na Terra, e ninguém possui os mesmos valores que os nossos. Nós priorizamos coisas diferentes, temos necessidades diferentes e nos sentimos motivados ou desmotivados por motivos diferentes.

Quando conhecemos os nossos valores, conhecemos a nossa verdadeira essência, aquilo que há de mais precioso em nós. Nossas ações e decisões são sempre baseadas neles, principalmente aquelas mais difíceis. Quando temos plena consciência de quais são nossos valores e porquê eles estão ali, fica muito mais fácil fazer escolhas.

Os valores também podem indicar o caminho para a felicidade. Quando temos sentimentos positivos, por exemplo: alegria, satisfação ou entusiasmo, basta perceber quais valores estão sendo plenamente atendidos. Da mesma forma, quando temos sentimentos negativos, por exemplo: raiva, tristeza ou estresse, é só perceber quais valores estão em conflito. A partir daí, conseguimos pensar de forma clara para repetir ou não as nossas ações, insistir ou não em projetos e até se submeter ou não a determinadas situações.

Assim também funciona com as pessoas ao nosso redor. Quantas vezes entramos em conflitos e discussões que não levam a lugar nenhum? O pior é que, muitas vezes, ficamos magoados, nos revoltamos, perdemos amizades e chutamos o balde! Mas, alguma vez você identificou quais são os valores que as pessoas que você mais adora têm? 

Dia desses conversava com outros colegas que são coachs sobre os problemas que acontecem nos relacionamentos. Chegamos à conclusão de que os motivos desses problemas estão sempre relacionados a valores. Na maioria das vezes, um tem um valor do qual não abre mão e ainda insiste em convencer o outro a dar importância a esse mesmo valor. A partir daí pronto: conflito estabelecido! Eu já me vi nessa situação diversas vezes com pessoas diferentes (até hoje ainda me pego nela!). E o que é possível fazer para reverter isso?

Valor é algo que não se muda. Dificilmente conseguiremos convencer alguém a ter o mesmo valor que nós temos, a pensar como nós pensamos e a dar importância ao que é importante pra gente. Por isso, ao chegar nesse ponto de conflito uma alternativa é se questionar: De quais valores eu não abro mão? Quais dos meus valores consigo negociar para ter uma relação mais saudável?

Não há nada melhor do que buscar em conjunto equilibrar os valores, tentando negociar com o outro o que precisa ser compreendido e aquilo que pode ser ajustado. Isso também pode e deve ser aplicado a outras situações da rotina, para que elas não nos afetem negativamente.

E aí, me conta, você tem vivido os seus valores no seu dia a dia? Há algo que você precisa ajustar para equilibrar os seus valores e ter mais satisfação no momento presente? 😉 

Algumas dicas:

Se você gostou do tema, tem um texto da coach Carolina Nalon sobre valores que eu adoro: Somente você é responsável pelo que sente.

Se você está vivendo uma vida que não está alinhada com os seus valores e se incomoda profundamente com isso, o processo de coaching pode te ajudar. Entre em contato conosco pelo e-mail 20epoucos20etantos@gmail.com comentando sobre a sua situação e vamos trabalhar para reverter esse quadro!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s