Home

Em julho, a nossa entrevista é com a querida agente de transformação social Amanda Riesemberg. A Amanda tem vinte e seis anos, é de Curitiba, adora assistir séries, ler e inventar novas decorações para o seu escritório. Formada em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda, a Amanda está a frente de um projeto incrível que tem transformado a vida de muita gente! Conheça mais sobre a Amanda e sobre a Nossa Causa a seguir:

20P20T: O que é a Nossa Causa?

Amanda: O “Nossa Causa” é um portal social de conteúdo que transforma o mundo. É um site com conteúdo democrático e colaborativo, em que qualquer pessoa pode contribuir com artigos mediante cadastro e aprovação do texto, conforme linha editorial de assuntos relacionados a cidadania, sustentabilidade, terceiro setor, empreendedorismo social e cultura de paz. O objetivo é a formação e informação de agentes da transformação social. Agora, quando falamos “A Nossa Causa”, nos referimos à Agência de Transformação Social. A agência trabalha com desenvolvimento de projetos sociais e comunicação para organizações que possuem ou buscam um propósito social. O portal Nossa Causa é um dos projetos desenvolvidos pela Agência.

20P20T: Por que você decidiu criá-la? 

Amanda: A ideia toda da Nossa Causa surgiu no projeto de conclusão do meu curso de Publicidade e Propaganda. Foi o produto gerado acerca do estudo de caso da campanha “Esta Vaga Não é Sua Nem Por um Minuto” e teorias sobre mobilização social. Começou com um app de defesa de causas, se transformou no portal e hoje é uma empresa social de comunicação. 

Criar a Nossa Causa foi uma saída para trabalhar com o que eu queria. Comecei a trabalhar com campanhas sociais em um estágio, em uma agência de propaganda, e descobri o quanto aquilo valia pra mim (e para todos que eram impactados). Como no trabalho isso era a menor das minhas tarefas, busquei um lugar em que isso fosse todo o meu trabalho – trabalhar com diversas causas sociais. Esse negócio não existia, então eu o criei.

foto amanda

20P20T: Quais foram as pessoas ou parcerias “chave” para que a Nossa Causa saísse das ideias e se tornasse real?

Amanda: A primeira pessoa que foi chave não só para a criação da Nossa Causa, mas na mudança do meu mindset para um formato em que coubesse o mundo todo e não apenas eu, foi a atual Secretária da Secretaria Especial da Pessoa com Deficiência de Curitiba, Mirella Prosdócimo. A Mirella deve não saber – talvez eu nunca tenha dito isso a ela – mas foi tudo culpa dela! Eu decidi seguir uma trajetória junto ao terceiro setor depois de conhecê-la e trabalhar com ela na campanha “Esta Vaga Não é Sua Nem Por Um Minuto”.

Mas a ideia saiu do papel apenas quando a Tânia Gomez, presidente do Instituto Humanista de Desenvolvimento Social (HUMSOL), me ofereceu a oportunidade de participar de um intercâmbio para os Estados Unidos com o tema Empoderamento Feminino. Eu fui como voluntária e lá comecei o plano de ação para que a Nossa Causa se tornasse um projeto.

intercâmbio amanda

Amanda com as colegas do Empowerment Women Exchange Programm (Intercâmbio de Empoderamento Feminino) – EUA 2012.

Voltando do intercâmbio, a coisa foi tomando corpo graças a um programa do Impact Hub Curitiba, em que a Nossa Causa, junto com outros 9 projetos, foi selecionada para ser incubada durante 9 meses. O programa acabou e não ganhamos, mas o portal entrou no ar! E aí vem mais uma parceira que teve extrema importância, Camila Fabre, que ofereceu toda a programação do site como patrocínio e colocou o portal no ar. Hoje ele tem outra cara, mas ele ficou do jeito que ela desenvolveu por quase 3 anos. 

participantes do Hub Fellowship

Amanda e os colegas do programa Hub Fellowship, promovido pelo Impact Hub Curitiba, em um momento descontraído antes da apresentação dos projetos em 2013.

E a pessoa chave mais recente para hoje eu poder me dedicar 100% à Nossa Causa é o Giulliano Soares, meu namorado e atual sócio, que acreditou em mim e no negócio e, antes mesmo que eu, já estava passando todo o seu dia no escritório – que montamos juntos esse ano – fazendo propostas e reuniões com nossos clientes.

Amanda e Giulliano

Amanda com Giulliano Soares, sócio e Diretor de Planejamento da Nossa Causa.

Nesse caminho, tiveram muitas pessoas que contribuíram comigo e com a Nossa Causa, mas se eu citá-las aqui pra você posso esquecer alguém e prefiro não cometer essa gafe. Mas a minha gratidão a eles é demonstrada sempre que tenho a oportunidade de fazê-lo.

20P20T: Pelo o que você é apaixonada nela? O que mais te realiza no dia a dia?

Amanda: Bom, eu gosto de tudo o que fazemos na Nossa Causa hoje, pois se não estiver alinhada com nossa missão, nem entra. Mas tem pontos que gosto sempre de citar. Os colunistas (sou fã deles) contribuem para o portal mensalmente, alguns quinzenalmente. E é muito bacana ver os resultados que suas publicações têm em suas vidas. Uma colunista uma vez escreveu um artigo sobre uma organização social (o único artigo dela) e se interessou tanto pelo trabalho deles que largou o portal para ser voluntária lá. Isso é lindo, mesmo que a tenhamos perdido. Outro colunista já fechou negócios devido a seu histórico de artigos técnicos escritos de maneira tão caprichada que percebe-se como ele é expert no assunto. A nossa jornalista deixou de ser freela para virar sócia. Então, estamos mudando a vida de quem trabalha com a gente, além de mudar a vida de quem nos vê apenas do outro lado da tela.

20P20T: Desde a criação da Nossa Causa, qual você acredita que foi o maior aprendizado que ela trouxe para você?

Amanda: Ser empreendedora não é fácil. E não importa o quanto as revistas e sites te contem isso. Apenas a experiência pode ser verdadeira. Quando você acha que está preparado, você ainda não está. E esse é o segredo: não esperar estar preparado. Pois se você esperar, nunca vai tomar uma atitude. E isso não é apenas para quem quer empreender.

20P20T: Como é a sua rotina? Como você concilia as diferentes atividades da Nossa Causa? 

Amanda: Hoje, nesse momento em que escrevo essa resposta, estou trabalhando em uma produtora de vídeo. Mas a minha saída já está marcada. Cheguei em um momento em que não consegui mais conciliar um emprego e a empresa. Portanto, vou conseguir me dedicar 100% à Nossa Causa. E aí, todas as minhas atividades sempre terão alguma relação com isso. Meu curso de Empreendedorismo Social, meus trabalhos voluntários, minhas atividades esportivas (hoje não tenho, mas terei). Tudo que vivo são experiências que podem colaborar com o meu trabalho. Trabalhar na Nossa Causa é ser agente de transformação social. E isso eu sou 24 horas por dia.

Campanha pernas para que te quero

Amanda e Giulliano divulgando a campanha “Pernas, pra que te quero”, que incentiva pessoas a acompanharem crianças cadeirantes no Circuito de Corrida de Rua Infantil de Curitiba.

20P20T: Você teve que abrir mão de algo ou teve que superar alguma questão para estar fazendo o que gosta?

Amanda: Com certeza tive que enfrentar a minha família. Poucos da família seguiram o caminho de empreender. Da parte social, todos têm distância. Fazer as pessoas entenderem o que significa empreender socialmente e como se ganha dinheiro com isso é difícil, principalmente para aquelas que ainda vivem numa sociedade que acredita que médicos, engenheiros e advogados são as únicas carreiras promissoras. Além disso, acredito que ainda existe um preconceito da sociedade no ‘fazer o bem e ganhar dinheiro’, como se nós estivéssemos roubando. Tudo o que faço, faria de maneira voluntária também, mas aí alguém precisaria me sustentar. Como não tenho esse alguém, tenho que vender meus serviços, além, claro, de fazer outras atividades voluntárias.

20P20T: Dar uma contribuição para a sociedade através do trabalho é algo que os jovens de 20 e poucos e 20 e tantos têm buscado em suas carreiras. Qual dica você dá para aqueles que desejam atuar no terceiro setor?

Amanda: Primeiro, existe um estigma de que as organizações sociais só vivem de voluntariado. Isso não é verdade. O Terceiro Setor funciona com força de trabalho remunerado. Embora algumas vezes os valores sejam um pouco abaixo dos de mercado, a forma de trabalho tende a dar um retorno não financeiro que outras organizações não dariam. Segundo, não é preciso trabalhar no Terceiro Setor apenas. O empreendedorismo social é uma alternativa. Tanto desenvolver um negócio social quanto trabalhar em um. No caso de a pessoa não ser empreendedora, também pode trabalhar na área de responsabilidade social de uma empresa e, mesmo que ela não tenha esse departamento, por que não desenvolver ações junto com a empresa que desenvolva a cidadania e voluntariado de seus funcionários? Ser criativo é essencial. Está nas nossas mãos fazer a diferença, mas para isso, não se deixe levar apenas pelas questões financeiras. A longo prazo, decisões tomadas por essa razão são descartáveis.

coverpic

20P20T: Quais são os seus planos e da Nossa Causa para o futuro?

Amanda: Expansão. Não necessariamente de equipe ou estrutura (o que deve acontecer no próximo ano), mas de impacto. Nosso lucro é revertido em número de pessoas impactadas pelas nossas ações. Embora ainda sejamos pequenos, já pudemos impactar muitas vidas. Então, em apenas pouco mais de 6 meses de operação, posso dizer que nossa empresa está lucrando muito!

20P20T: Para você, o que é fazer o que se ama?

Amanda: Fazer o que se ama é o combustível. O que dá o start. Mas manter a roda girando depende de amar o que se faz, que muitas vezes vai desviar daquilo que se ama, ou não, ou você ama muito algo que não importa todas as coisas chatas que você tem que fazer para fazer a parte legal. Hoje estou numa fase em que administro mais do que faço as coisas acontecerem. Tem reunião pra participar, proposta pra fazer, contas a pagar e acabo ficando um pouco mais distante da parte social e da parte criativa. Mas o negócio está se estruturando, então quero diminuir minha carga de trabalho administrativo para trabalhar mais em desenvolvimento de projetos.

perfil_amanda

Para acompanhar a Nossa Causa, acesse o portal e conheça a página do Facebook. Mantenha-se informado sobre as ações do negócio também pelo Twitter e pelo canal no YouTube, Para outras informações, confira as demais redes sociais do projeto: LinkedIn e Pinterest.

Anúncios

3 pensamentos em “Amanda Riesemberg: Causa que vem de dentro

  1. Pingback: Destaques da semana | 20 E POUCOS 20 E TANTOS

  2. Parabéns ao blog e à entrevistada!!!
    Adorei
    É tão bom saber que gente com a mesma idade que a nossa tá aí fazendo as coisas e tentando criar novos modelos de impacto e economicamente sustentáveis
    Parabéns!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s