Home

E o mês de junho chegou chegando. Com ele, vieram muitas notícias, novidades e inspirações. Vamos àquelas que mais se destacaram durante a semana!

Tendências do mercado: Durante a semana, perdi a conta de quantas noticias e compartilhamentos vi sobre o comercial do Dia dos Namorados do O Boticário. Em nossos workshops sempre levamos algumas tendências do mercado de trabalho e, por isso, achei pertinente compartilhar por aqui o texto do James Ciminopara o blog UOL. James, mostra que o fato de empresas apoiarem LGBTs não é nenhuma novidade. Há algum tempo, grandes organizações americanas já se declararam a favor do casamento gay e, inclusive, chegaram a entregar um dossiê para o governo justificando os impactos positivos que isso teria no trabalho. Fazem parte da lista a Apple, HP, Microsoft, Google, Starbucks, Levi´s, Nike, DIsney e muitas outras. Demais né? Leia mais aqui.

Não siga as suas paixões: O vídeo “Don´t follow your passion”, do discurso de Ben Horowitz para os formandos da Universidade de Columbia, ganhou a cena durante a semana. Ben faz alguns questionamentos sobre a era do “Faça o que você ama”, mostrando que muitas vezes o fato de seguir as nossas paixões pode não necessariamente levar ao sucesso.

Quem comentou o assunto foi o Cleiton Souza, do site Medium. Cleiton conta sobre as decisões que tomou de não seguir aquilo pelo o que era apaixonado e também os conflitos internos que surgiram disso:

“Entenda que quando você tem entre 19 e 20 anos e escolhe se manter numa profissão que não é o que você quer pra vida, muitos conflitos internos acontecem, porque talvez aquilo não passe nem perto dos seus objetivos. Todo dia eu chegava em casa estressado, às vezes chorando, me perguntando se minha vida seria resumida em planilhas de Excel e apresentações para pseudo-executivos. Neste momento, eu lembrei da minha primeira paixão e comecei um blog sobre automóveis. Eu até ganhei um dinheiro com isso! Esse era o balanço que eu precisava: Aplicar meu talento no trabalho e minha paixão como válvula de alívio.” 

Por aqui, acreditamos muito no “Faça o que você ama”, porém, acreditamos também que não há uma fórmula certa. Para algumas pessoas o fato de amar aquilo com o que se trabalha pode não ser tão importante. Outros aspectos do trabalho como o clima organizacional, o reconhecimento, a remuneração, os benefícios, entre outros fatores, podem ser o essencial. É perfeitamente possível aprender a gostar daquilo que se faz. O importante é se sentir bem e com as nossas decisões e aproveitar as paixões a sua maneira, seja no próprio trabalho ou nos momentos de lazer. Clique aqui e aqui para ver mais. 

Pessoas complexas: Se teve um texto da semana que me tocou foi este! O conto começa contando a história e o cenário em que vivem três jovens. Todos estão repletos de dúvidas e incertezas, mas também são cheios de paixões e coragem. Ao longo da narrativa, surgem os problemas e dificuldades de cada um, contextualizados pela sociedade atual. Por fim, temos o retrato da geração Y: jovens cheios de energia, apaixonados pela vida e por seus ideias, que enfrentam batalhas diárias, principalmente com seus pensamentos e valores.

“(…) M., D., A. Pessoas complexas. Enquanto falavam de suas crises, teorias, possibilidades foram percebendo com felicidade e espanto o quanto eram parecidas em suas frustrações e em suas expectativas. Em seus sonhos e em seus medos. Em seus anseios e inseguranças. 

As pessoas complexas raramente sabem o que querem, mas frequentemente sabem o que não querem. É um tipo de gente que não sabe comer a vida pelas bordas e já enfia a colher, com tudo, no meio da sopa. Arriscam queimar a língua, porque sabem que se queimar, passa. Ninguém morre de queimadura na língua, como ninguém morre de coração partido, de dor de cotovelo ou frustração.

As pessoas complexas não conseguem olhar para o mundo e aceitar simplesmente. Elas se questionam o tempo todo tudo. Chatas? Talvez, mas é que não conseguem existir de outro modo(…)”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s