Home

Não é fácil fazer escolhas. Com tantas possibilidades de carreiras e opções de empregos por aí, fica difícil saber qual caminho devemos seguir.  Somos de uma geração em que nossos pais, avós e professores davam todas as oportunidades pra gente. Começávamos na natação e, se não dava certo, passávamos pro futebol. Se o futebol não ia pra frente, íamos pro vôlei, pro handebol ou pro karatê. Ainda assim, tínhamos como alternativa o teatro, o violão, o violino, a guitarra, o ballet, o jazz, o sapateado, etc… Era passando pelos mais diferentes esportes e artes que elegíamos um favorito, aquele que “levávamos mais jeito pra coisa” (no meu caso foi o sapateado).

Conforme crescemos, o mesmo fenômeno se repete: na escola e na faculdade, somos obrigados a estudar todas as matérias, mas sempre temos maior facilidade com algumas, aquelas que temos vontade de conhecer na prática, mundo afora. É na faculdade que também temos algumas organizações que nos ajudam a testar, como o centro acadêmico, a empresa júnior, AIESEC e start-ups, lugares onde podemos passar por áreas e atividades diversas.

Depois que acaba a faculdade, a pressão por encontrar um emprego é natural. Na maioria das vezes, ficamos perdidos e aceitamos uma oportunidade que não é aquilo o que desejamos. Aí o tempo vai passando, passando e começam a surgir dúvidas e inquietações de carreira. Mas eu te garanto que, mesmo com um trabalho fixo de 40 horas por semana, ainda é possível testar para descobrir de verdade o que a gente gosta.

O livro “Como encontrar o trabalho da sua vida” conta a história de uma jovem que, ao completar 30 anos, ainda estava perdida. Ela havia passado os últimos 5 empregos fazendo produção de eventos culturais, mas não gostava, ela queria se apaixonar de verdade por um trabalho. Depois de listar diferentes opções de carreira pelas quais se interessava, ela decidiu que, durante um ano, tentaria 30 empregos. Ela arranjou um trabalho de meio período para pagar as contas e no resto do tempo testava as mais diversas profissões. Quando não conseguia uma oportunidade que queria, ela pedia para acompanhar alguns profissionais por alguns dias.

Segundo a jovem, testar diferentes empregos é como sair pra conhecer alguém. Você tem uma série de critérios estabelecidos para gostar de uma pessoa e considerá-la para um relacionamento, mas existem coisas que fogem do nosso controle, simplesmente não sabemos explicar porque nos apaixonamos. E pode ser que você se apaixone por um trabalho que não estava nos planos.

Para descobrir o que gostamos de fazer, nada melhor do que ter iniciativa e se planejar para testar as oportunidades. Por que não conversar ou acompanhar pessoas de áreas diferentes na sua empresa? Pedir para os seus amigos lhe contarem sobre o que eles fazem no dia-a-dia e como se sentem? Pesquisar e estudar sobre diferentes carreiras? Fazer cursos ou participar de palestras de seus interesses? Investir tempo trabalhando em um sonho ou em uma ideia, tendo um projeto em paralelo?

Foi assim, conversando, trabalhando, testando e estudando que eu comecei a me interessar cada vez mais por pessoas, pelo seu desenvolvimento e aprendizado. Também tenho amigos e conhecidos que se apaixonaram por suas profissões quando decidiram colocar a mão na massa. Outros estão cheios de energia para descobrirem o que gostam e querem fazer.

E que tal você se planejar nesta semana para explorar os seus interesses? Você poderá descobrir caminhos surpreendentes e paixões avassaladoras que trarão mais sentido para a sua vida 😉

Obs: Este texto foi postado por mim no dia 05 de junho de 2014 no blog Uma boa dose,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s