Home

Em meu segundo texto para o Uma boa dose, comentei sobre a importância de fortalecer laços e nos conectarmos com diferentes pessoas. Hoje, escrevo sobre um tema que também é pertinente para as nossas vidas e para a nossa essência: conhecer a si mesmo.

Ao longo das últimas semanas vivenciei situações diferentes que de certa forma tratavam deste tema. Eventos, palestras, vídeos, textos e até mesmo papos com os amigos, me fizeram parar para pensar no quão importante é dedicar um tempo para se conhecer e se conectar com o seu “eu”.

Quem sou eu? Como me comporto diante de determinada situação? O que eu gosto de fazer? O que eu odeio fazer? O que me faz feliz? O que é verdadeiramente importante para mim? Quem são as pessoas com quem posso contar?

Ultimamente tenho feito estas e outras perguntas e também tenho ajudado alguns amigos a se questionarem. É incrível como a busca por respostas pode nos trazer benefícios. Pode significar resolver um problema, entender uma situação, aceitar um feedback, propor soluções, voltar a fazer uma atividade física e até definir os próximos passos de uma carreira. Somos tão engolidos pela rotina que dificilmente paramos para pensar sobre nós, algo fundamental para tomar decisões e definir alguns rumos de nossas vidas.

Para os jovens que participam (ou que já participaram) de movimentos como Empresa Júnior, AIESEC, CHOICE, entre outros trabalhos voluntários, estas perguntas são encaradas muito cedo, às vezes até antes dos 20 e poucos anos. Porém, nunca devemos parar de nos questionar sobre elas. Somos seres humanos com motivações, desejos e satisfações diferentes para cada fase da vida e, principalmente nos momentos de crise, somos rodeados de inquietações. Nestes casos, sempre podemos nos surpreender tentando encontrar respostas.

Isso não significa que precisamos nos fazer perguntas o tempo todo, tentar buscar incessantemente respostas pode trazer ansiedade e estresse. O ideal é nos questionar sobre acontecimentos que trazem emoções marcantes ou que nos tiram da zona de conforto, por exemplo, pode ser uma situação de muita alegria e realização ou então de infelicidade ou insatisfação. A partir destes acontecimentos, basta refletir sobre o que está causando estes sentimentos: Por que você se sente desta ou daquela forma? Por que pensar sobre isso é importante? 

Buscar respostas para perguntas que dizem respeito a nós mesmos possibilita uma vida com maior significado, conteúdo, paixão e realização. Na grande maioria das vezes nos deparamos com algumas dúvidas e muito provavelmente não encontramos as respostas de imediato. Pode ser que um mesmo assunto gere muitas outras perguntas e podemos passar um tempo enorme buscando entendê-lo e, ainda assim, não o entendamos naquele momento.

Se você nunca parou para pensar em questões que dizem respeito somente a você, pode ser que as primeiras vezes sejam difíceis, mas este processo de reflexão e definição do que é de fato importante é o mais rico disto tudo! 🙂

20something

Obs: Este post foi publicado no dia 08 de maio de 2014 no blog Uma boa dose, lá escrevo um texto novinho em folha a cada 15 dias 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s