Home

Já parou para pensar como a sua cidade e as pessoas a sua volta podem influenciar as suas decisões de carreira? Onde você precisa estar para fazer o que gosta e realizar os seus sonhos?

Morar em lugares onde pessoas incríveis estão é maravilhoso para você. Se você mora próximo de pessoas que ama, sua família, seus melhores amigos e assim por diante, os estudos sugerem que você será mais feliz do que se estivesse morando sozinho em algum lugar. As pesquisas vem mostrando que algumas coisas que pensávamos que dependiam somente de nós, como saúde e inovação, na verdade são coletivas: parece que nós não conseguimos deixar de ser sociáveis.

As cidades tendem a ser os lugares que reúnem os perfis sociáveis. Enrico Moretti, autor do livro The New Geography of Jobs, conta que a localização de um indivíduo impacta drasticamente em sua criatividade e produtividade, uma vez que o lugar onde você vive determina com quem você irá conviver, de uma maneira que nem a Internet pode replicar.

Moretti comenta que o motivo de você mudar de Ohio ou de Israel para o Vale do Silício é “para estar onde as coisas acontecem”, onde a ação está: você quer estar cercado de engenheiros, empreendedores e designers que estão fazendo o trabalho que você gostaria de fazer. Este é o mesmo motivo pelo qual fashionistas ou profissionais de finanças vão para Nova Iorque ou pelo qual atores aspirantes vão para Los Angeles.

“Quando você está em negócios de criação de novos produtos, ideias ou tecnologias, você precisa estar próximo de outras pessoas de sua área”, diz Moretti. Desta forma, são formados espaços de troca, conhecidos também como “hubs”. Estes núcleos contribuem enormemente para o PIB e podem até gerar um grande número de patentes. Alguns efeitos disso são: tecnologia de ponta, maior quantidade de pessoas com conhecimento e mais postos de trabalho, que acabam gerando mais empregos. Um exemplo disso é a cidade de Berlim, em que a economia criativa ganhou força e recebeu diversos investimentos do governo para espaços que valorizassem os profissionais de TI, das artes, design, cinema, publicidade e propaganda, entre outras áreas. Atualmente, Berlim tem sido o destino preferido dos profissionais criativos da Europa.

BERLIN - AUGUST 02:  Israeli artist Yoel Herold paints in her studio at the Tacheles artists' collective on August 2, 2010 in Berlin, Germany. The Tacheles, which was formed as a squat by artists seeking to save the building from demolition in the 1990s, provides studio and exhibition space for artists while at the same remaining freely open to the public. The unique collective, which is also a major tourist attraction, is threatened by closure because the new owner, HSH Nordbank, wants to evict the artists in order to develop the site.  (Photo by Sean Gallup/Getty Images)

A artista israelense Yoel Herold pinta em seu studio no Tacheles artists’ collective, em Berlim, Alemanha. O Tacheles, é um edifício que foi tomado por artistas para salvá-lo da demolição nos anos 90, tornando-se um espaço de criação e exposição.

As pessoas que conhecemos nos afetam das seguintes formas: primeiro, elas nos ajudam a formar pontes e estabelecer vínculos. Segundo, elas moldam o nosso comportamento: se você é alguém que está sempre pensando em fazer alguma coisa, mas nunca faz, talvez seja a hora de se aliar a alguém (pessoalmente ou profissionalmente) que seja voltado para a ação. Terceiro, elas moldam as nossas ideias. Desta forma, os espaços de troca também podem ser empresas, escritórios de coworking e até mesmo universidades:

A razão pela qual acadêmicos são tão obcecados por quem os seus colegas são, não é só uma questão de prestígio, significa um impacto em sua produtividade. Alguém que contratamos e que senta no escritório ao lado influencia a nossa criatividade e o nosso pensamento. Para algumas áreas específicas, a presença de uma universidade é fundamental, por exemplo, a Biotecnologia. Estar fisicamente próximo de uma universidade, estar aberto para conversar com acadêmicos envolvidos em pesquisas, que realizam seminários e compartilham ideias, são fatores importantes. Ainda que seja possível buscar na internet publicações e patentes, sentimos falta de conversar com alguém e trocar ideias.

Em outras palavras, a razão pela qual nós podemos ofender pessoas através de alguns emails, é a mesma razão pela qual nós confiamos mais em pessoas conhecendo-as pessoalmente. A troca e a convivência são mais ricas do que qualquer outra forma de interação.

*Texto traduzido e adaptado do post “Why your friends shape your happiness, creativity and career”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s